Astrosphera

Ancient astrological technics uncovered.

Os planetas na carne: mercúrio.

Comecei a estudar astrologia quando era estudante de medicina, em 2003. Dez anos depois, eu olho pra trás e percebo quanto tempo eu perdi, batendo a cabeça com conceitos errados e tentando vê-los funcionar, tal qual um macaco cobaia tenta colocar um cubo no espaço de um cilindro. Muitos conceitos, apesar de belos, se mostravam completamente incongruentes com a realidade.

Um conceito não precisa ser belo. Muitos astrólogos gostam de falar em seus livros coisas como “eu acho esse conceito muito elegante e resolvi adotá-lo”. Conceitos não precisam ser elegantes, se eles não forem reais na vida das pessoas.

É triste dizer isso, mas muita gente pensa que astrologia não funciona porque está com os livros e com os professores errados. Quando se acha o conhecimento verdadeiro, ele não consegue se esconder, tal qual uma luz forte no meio da escuridão.

Sim, conhecimento verdadeiro. Com todo o relativismo da nossa cultura, a verdadeira astrologia se revela transcultural, representando destinos em culturas diversas, infalível. Algumas coisas, no meu mapa, eu nunca tinha entendido, até que eu conheci a Jyotisha e as dúvidas se dissiparam.

Se você não consegue perceber os significados dos planetas na sua vida, você não vai convencer a ninguém que sua astrologia funciona. O que acontece muitas vezes é que o estudante tem uma vida dupla: na vida real, ele é uma coisa e, no mapa, outra. Geralmente, isso se deve menos ao caráter da pessoa e mais à sua técnica astrológica. Uma técnica astrológica que não funciona vai representar a realidade de modo fantasioso.

Não vou transformar isso numa série regular, mas toda vez que perceber a ação do significado de um planeta na minha vida, vou postar aqui sob o título de “os planetas na carne”. O primeiro planeta, será aquele que representa as coisas que mais me prejudicaram na vida: Mercúrio.

 

Mercúrio não é inteligência (mas você não é burro por achar isso).

Sempre me disseram que Mercúrio representava a inteligência de uma pessoa. Era o tipo da coisa que não conseguia entender, porque tenho mercúrio em queda e me achava uma pessoa relativamente inteligente para conceitos, escrita e idéias. Além disso, quantas pessoas tem Mercúrio com boa dignidade em seus mapas e se mostravam simplórias nas suas idéias e erudição?

De fato, a maioria dos livros de astrologia dizia coisas que faziam o mais perfeito sentido sobre Mercúrio em Peixes na minha vida. Sempre fui uma pessoa com uma capacidade de escrita meio confusa, e demorei anos para disciplinar meu estilo de livre associação de idéias dentro de textos dissertativos, como esse.

O problema não era o que os livros diziam, mas o que refutavam. Os autores dos livros modernos tem experiência de prática astrológica e não costumam escrever besteiras muito graves (claro que há muitas exceções), mas todos refutavam a hipótese – que eles julgavam ser tradicional – de que Mercúrio em Peixes representaria pessoas com problemas cognitivos. A verdade é que nenhum astrólogo medieval ou indiano – ao menos nos livros que li, que não são poucos – escreveu isso.

Estudando o significado dos planetas na Jyotisha, descobri que, num sentido cognitivo mercúrio não representava a inteligência, mas sim as habilidades e a capacidade de organização. O verdadeiro representante da inteligência é, de fato, o Sol.

Agora as coisas começavam a se encaixar… Tenho o sol exaltado na casa 1 regendo a 5 (casa das ciências na jyotisha), indicando inteligência e interesse em várias áreas do conhecimento. Entretnto, mercúrio está em queda na 12, o que indica que eu tenho uma péssima capacidade organizacional, além de dificuldades em negociar, o que faz o mais perfeito sentido.

Mercúrio é o representante do elemento terra na Jyotisha; por isso, sua inteligência é mundana. Não é aquela dos grandes conceitos filosóficos, mas sim das coisas que ajudam no sustento material de alguém: a habilidade manual, a capacidade de negociação. A pessoa pode não entender patavinas de filosofia, conceitos e outras abstrações, mas ser um eficiente negociante, um hábil artesão e uma pessoa que negocia pelos seus direitos (pois a Justiça, em muitos casos, se trata de uma conciliação).

Sempre falam que mercúrio rege a escrita, mas é preciso olhar com cuidado essa afirmação. Mercúrio influencia na escrita apenas na organização da mesma. Isso fica claro em textos dissertativos. Nesse caso, precisamos organizar as idéias, de modo a facilitar a compreensão do leitor. Devido a isso, pessoas com um Mercúrio mal posicionado possuem dificuldade em escrever textos objetivos. Entretanto, podem ser exímios poetas, se Vênus estiver bem posicionada em seus mapas (porque Vênus rege, segundo Jaimini, a inteligência poética).

Perceba que Mercúrio influencia na escrita devido à organização das idéias e a facilidade de expressá-las, mas não interfere na qualidade das mesmas.

Por ter um Mercúrio em péssimo estado sob várias classificações possíveis (na casa 12, em queda e com Shad Bala inferior ao necessário), eu sempre tirei notas baixas em redação nos vestibulares que fiz, o que entristecia e me confundia muito: de fato, era uma pessoa inteligente, mas não conseguia ver o que me fazia tirar notas medíocres. Quase treze anos depois, eu vejo que não eram as idéias que escrevia nas dissertações, mas sim sua organização precária, que me desclassificavam.

Quando se conhece a verdadeira astrologia, ela deixa de ser uma idéia distante, para esfregar na nossa cara as verdades que não queremos aceitar.

O que estudamos deveria ser simples. Nada de intuição, ou anjos soprando no seu ouvido revelações do sentido da vida do consulente. O ofício do Astrólogo deveria ser nada mais do que ler o que está no mapa, mas como ler um símbolo no qual não se acredita? Se você pratica astrologia, primeiramente que tem de convencer a si mesmo.

17 Comments»

  Anônimo wrote @

Ótimo texto! Que acha de escrever um ajudando a interpretar apenas os planetas por signos no mapa natal como fez aqui? Abraço!

  Márcio wrote @

Minha ideia de Mercúrio é essa mesmo. O que me surpreendeu foi o Sol ser apontado como o representante da inteligência, pois sempre pensei que fosse a Lua. Em termos cognitivos, qual a diferença entre o Sol e a Lua?

  Márcio wrote @

Rodolfo,
Vi aqui que nós dois temos Mercúrios em posições pouco ruins no Rasi. Em compensação, ambos temos Mercúrio em Gêmeos na Dasamsa (o meu, na casa 3, e o seu, na 9). Quer dizer que não somos muito bons em coisas mercuriais, mas tendemos a lucrar ou a sermos bem vistos nessas coisas? Tipo isso? No meu caso, muita gente já me disse que eu escrevo muito bem. Além disso, sempre tirei boas notas em redação, o que foi determinante pra eu passar no vestibular da Unicamp, que, sabidamente, valoriza muito a parte de interpretação e produção de texto. Apesar disso, sinto grande dificuldade na organização das ideias (demoro pra produzir um texto e sou péssimo pra explicar as coisas usando a linguagem falada) e da vida cotidiana em geral. Mas, com exceção da minha mãe, pouca gente percebe isso. rs

  Mihail wrote @

Ola Rodolfo.

Muito interessante a tese sobre Mercúrio – tem bastante a ver comigo (Merc em Virgo/C XII ou C I por WS/trigono Jup/Capric (Queda)/C IV)

Entretanto, quanto ao Sol desculpe, mas tenho que discordar. Passei no Vestibular de primeira (tendo estudado no Colégio Piedade), me formei em Engenheiro Eletricista (2o da turma) tenho dois mestrados (Eletrica e Nuclear) e um doutorado em Engenharia Elétrica.Logo não levo jeito de burro, né?

Por outro lado, se considerar meu Sol/Libra (Queda)/C I (conjunto *2graus* Asc/Virgo)ou C II por WS, oposto exato *1 grau* Saturno Retrog/Áries(Queda)/C VII ou C VIII por WS, eu seria uma “poia”, inteligência “negativa”.

A única saida que eu vejo é a Recepção Mútua Sol-Saturno (por exaltação) (conforme Zoller implica mas não explica no seu curso básico) anular as determinações maléficas do Sol e de Saturno. Neste caso, eu retiro o que disse sobre discordar de você. O que você me diz sôbre minhas considerações?

Mihail

  Mihail wrote @

Ola Rodolfo

Uma curiosidade que achei no livro do B.Dykes (Using Medieval Astrology – fácil de achar na net) na parte de delineação das Casas

“Following are some of the basic meanings of having the planets in the houses, primarily according to Abu ‘Ali and Henry Coley:”

No referente a Planetas na 1a casa ele diz:

“Malefics show the native’s life is difficult, according to whatever the malefic naturally signifies; benefics show that his character and life is typified by activities and features they naturally signify: glory (Sun), having fun (Venus). Mercury says the native has good mental qualities, wisdom, and technical knowledge of the Mercurial type.”

Observe a última frase. Também observo que, me parece, Abu ‘Ali and Henry Coley eram astrologos da idade média. Me corrija se estiver errado.

Mihail

  Márcio wrote @

Mihail,

Pelo que vc disse do seu mapa, vejo que vc nasceu por volta do dia 25 de setembro de 1937 lá pelas 6:40 da manhã. Onde? No Rio de Janeiro? Pergunto pq fiquei curioso com o seu mapa e gostaria de dar uma olhada. Gostaria de ver se, astrologicamente falando, há algo em comum entre nós, pessoas das exatas, com formações “engenheirísticas”, que nos daria esse interesse pela astrologia (ouvi dizer que isso é comum).

Também tenho o Sol bem aflito (em Aquário, na casa 12, fazendo quadraturas com Marte e com Saturno, que estão conjuntos em Escorpião na casa 9). Talvez alivie um pouco o fato de ele ser recebido por Saturno e estar em antíscion a um Marte domiciliado.

Além disso, também tenho Júpiter angular e em queda, porém, no meu caso, ele está na casa 10 (ou casa 11, por WS). Júpiter já tem a ver com estudos de natureza mais “etérea”. O fato de ele estar em queda deve indicar que esse estudo não é muito valorizado (sendo, às vezes, até ridicularizado) no meio onde vivemos. Outro fator em comum é que temos ambos, em nossas cartas, ligação da casa 9 com a casa 12 (no seu caso, o regente da 9 exaltado na 12, e no meu, o regente da casa 9 (Marte) na própria casa 9 (Escorpião) e em conjunção ao regente da 12 (Saturno), ambos aspectando um ocupante da casa 12, que é o Sol). Sei que a casa 12 tem significados bastante negativos, mas, sei lá… ela também significa coisas ocultas em geral, que são coisas que podem ser acessadas pela astrologia.

Bom, foi isso o que deu pra ver, dando uma “zoiada” rápida. Mas gostaria que você confirmasse os dados que eu disse. E, já que eu pedi os seus dados, envio os meus se você se interessar: 08 de fevereiro de 1984, em Goiânia, às 8:05 da manhã (o Brasil NÃO adotava o horário de verão na época).

Até mais!

  Márcio wrote @

Ah! Onde eu disse que vc nasceu às 6:40, leia 5:40. rs

  Mihail wrote @

Ola Marcio

Vá ser mago no quinto dos infernos hahaha (sem ofensas – é um elogio)
Você errou por 10 minutos!
Eu nasci em 25 de Setembro 1937 às 05:30 (AM) em Dubrovnik Croacia (Ex Yugoslavia) mas sou descendente de Russos.
Vou dar uma olhada no seu mapa e depois comento, OK?

Abraços
Mihail

  Mihail wrote @

Ola Marcio

Na primeira olhada de seu mapa (a estas horas com um(s) wisky(s) depois) não entendi uma coisa que você falou de seu mapa. Jupiter no mapa Whole House (WH) no meu Solar Fire continua na C X (não passa para C XI) como você diz.

Abraços
Mihail

PS: Você também é Engenheiro? Qual Especialidade?

  Márcio wrote @

kkkkk
Consegui descobrir mais ou menos o seu nascimento, usando a ferramenta de eletiva do software (uso o Morinus). Como vc passou dados de dois planetas lentos, do Sol e deu detalhes do ASC, ficou fácil.

Sobre o meu Júpiter, Capricórnio é o 11º signo a partir de Peixes (meu ASC), portanto, Júpiter está na casa 11 por WS. Aliás, o seu Júpiter está na 5 por WS (Capricórnio é o 5º signo de Virgem). Mas tem que ver direitinho o seu horário de nascimento. Qual o grau de certeza nele? Veja que 3 min depois, o ASC já tinha entrado em Libra, o que colocaria o seu Mercúrio definitivamente na casa 12.

Mas supondo que o horário esteja certo e analisando o seu Mercúrio, seria mais um testemunho em favor do sistema WS, considerando que vc se dá bem com coisas mercuriais, pelo que vc disse (Mercúrio na 1 é infinitamente melhor que Mercúrio na 12). Robert Hand, em um livro sobre WS que ele distribui gratuitamente em seu site, fala desse caso. Ele cita Valens e dá exemplos de cartas, dizendo que planetas na casa 1 por WS mas acima do horizonte (portanto, na casa 12 por quadrantes), costumam ser bem positivos.

Quanto à minha especialidade, estou em vias de concluir meu curso em Engenharia Química.

Abraços!

  Mihail wrote @

Dei uma bobeada e das grandes (seria o wysky?) Calculei seu mapa para 08 MARÇO e não 08Fevereiro!! Nesse mapa o Asc era Áries, logo Jupiter em WH caia na Casa X.

Quanto ao meu horário de nascimento não tenho certeza nenhuma – tirei da certidão de nascimento. Porém acredito que seja 05h30 ou menos (não mais) devido à posição de Mercúrio na Casa I na WH. Isso porquê tive vários cargos de chefia na minha vida (Merc Reg. da CX na CI) e também fui professor da UFF por 18 anos (Merc na CI trigono Jupiter e Venus Reg CIX na CI).

Já tinha lido o livro do R.Hand e ao procurar o que você cita, não achei. Dêe me a dica – em qual página está a citação mencionada?

Abraços
Mihail

  Mihail wrote @

Marcio

Esquecí de mencionar que meu filho é Engenheiro Quimico com Doutorado pela UFRJ (pai coruja é uma droga né KkKkKk)

  Márcio wrote @

Oi, Mihail

Essa parte do livro do Robert Hand está na página 25 do pdf (ou página 21, caso vc tenha o livro impresso). Na verdade, ele cita o Liber Hermetis (e não o Valens, como eu havia dito), que diz que o Sol no ASC, em uma natividade DIURNA (portanto, casa 12 por quadrantes), mostra alguém que nasceu de um pai nobre ou alguém que se tornou “rei” (ou alguém bastante influente no mundo), salvo se esse Sol não estiver essencialmente debilitado. Por outro lado, diz o Liber Hermetis, que um tal Sol em uma natividade NOTURNA (portanto, casa 1 por quadrantes) mostra alguém que nasceu de um pai pobre, e que a vida do nativo será laboriosa e sem glória.

  Márcio wrote @

Parabéns para o seu filho. Eng. Química é uma profissão muito bonita, modéstia à parte. rs
Ele também se interessa por astrologia?

  Natalie Gomes wrote @

Marcio e Mihail, vocês podem me ajudar . Sou muito fraquinha em astrologia ainda. Nasci em 10 de março de 1975. Entre 5 e 5:30 da manhã pelo que conheço de mim mesma 5:30 faz mais sentido. meu mercúrio está na casa 12 em aquário e a lua lua também. Vênus na 2 em aries, quando finalmente vachei um assunto que tem significado para mim no mestrado em artes, estou puxando um monte de matérias na sociologia e na política social. Aprendi a usar a hp 12 c sozinha. E quando resolvo ser diplomática assusto meus amigos. Mas como boa pisciana tudo é quando as coisas se fazem urgentes.

  Márcio wrote @

Natalie, onde vc nasceu?

  Véu Lisboa wrote @

Uma dúvida, sempre senti o signo de peixes muito presente em minha personalidade, apesar de no meu mapa não ter nenhum planeta, nem nada de relevante lá…mas recentemente usando outro site, o mesmo calculou que tenho predominância no signo de aquário e posteriormente peixes, enquanto em outros sites peixes ficava em último lugar, porém tenho júpter, netuno,urano na casa 12, isso explicaria a influência do signo de peixes em mim? Algo semelhante acontece com o signo de virgem,não tenho nada lá, mas tenho meu sol em câncer e mercúrio em leão na casa 6… sinto muito esses signos em mim (peixes e virgem), tanto as qualidades, quanto os defeitos… Saberia dizer se faz sentido?


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: