Astrosphera

Ancient astrological technics uncovered.

"usar" o céu?

É comum ouvir nas comunidades de Astrologia a frase “o modo como você usa tal e tal planeta”. Isso é derivado de uma determinada escola de Astrologia moderna e não deve ser encarado como algum tipo de pensamento vigente. Em comunidades onde predominam astrólogos modernos, esse é quase o pensamento predominante. Você tem o direito de acreditar em algo que seja diferente, e continuar praticando Astrologia.

Também é comum sugerirem que qualquer coisa além disso é inútil. É claro que não dizem nestes termos, mas quando se critica o que é diferente está implícito na linguagem algumas náuseas com os pensamentos diferentes dos seus… Isso não importa agora. Temos de coexistir.

Talvez você queira saber agora o que penso. Não vejo os planetas como massa de modelar, que você pode ajustar conforme sua cultura e mudança de comportamento ou ambiente. Pela sua posição natal, os planetas indicam experiências, eventos, condições às quais me submeto. Eu posso mudá-las com trabalho consciente, mas isso é mais incomum do que se pensa. Todos nós vamos para onde flui a correnteza, ou seja, como os planetas estão no mapa natal, o que é mais fácil.

Ainda que eu tenha passado o meu ponto de vista sobre essa questão que atormenta os astrólogos do ocidente, ainda estou insatisfeito, como se não tivesse dito tudo. O que falta? Eu sinto que não podemos comparar a Astrologia Moderna com a Tradicional, porque ambas buscam coisas diferentes sob o mesmo céu. Não posso argumentar contra um moderno devido aos seus paradigmas filosóficos se não busco a mesma coisa que ele. O que busco com a Astrologia Medieval? Mais uma vez, o exemplo com o planeta Vênus pode nos ajudar.

Na Astrologia Moderna, você é ensinado que Vênus representa o modo pelo qual você se relaciona num romance, o modo pelo qual você se veste e discrimina esteticamente. Na Astrologia Medieval, quando me perguntam o que vênus representa, eu diria “sexo, mulheres, maternidade, útero e anexos, música, festas, luxúria”, mas a lista seria incompleta. Falta um último item, uma representação de Vênus muitíssimo específica: ela dependerá do mapa natal da pessoa. Essa última determinação de Vênus é apenas um filtro que especifica as “energias venusianas” na vida do sujeito.

Mesmo diferenciando as duas astrologias um pouco mais, falta alguma coisa no meu discurso. A principal coisa que não foi dita é que na Astrologia Medieval, os planetas tem uma época para aparecer. Na Astrologia moderna, eles aparecem a todo o tempo. Quando você vai a um shopping comprar roupas na vitrine, ela está lá, ajudando-o a selecionar com seu senso estético peculiar a sua posição zodiacal. Essa é a prova cabal – para um moderno – que os planetas estão sempre conosco. Como argumentar contra isso?! Vejamos no próximo capítulo como pensa um Astrólogo Medieval.

Em primeiro lugar, o Astrólogo delineia Vênus conforme sua posição natal, regência e, por último e menos importante, aspectos. Depois disso, ele procura perceber quando Vênus terá a “Regência dos tempos”. Quem nos informa isso são as técnicas preditivas, como as profecções e períodos planetários. Quando Vênus ficar ativada em nossas vidas, algum evento que ela representa no mapa natal vai acontecer – e pode crer, ele será mais notável do que escolher uma bolsa na vitrine.

Se vênus estiver na casa 12, por exemplo, regendo a casa 5, pode indicar que se iniciará um período de amores (Vênus regendo a casa 5) secretos (Casa 12). Se vênus estiver na casa 10, mulheres poderão ajudar o nativo a subir profissionalmente. As combinações são quase infinitas.

Talvez qlguém queira saber o que explica o dia em que você quis ir ao shopping e quase estourar o cartão de crédito. Quando um evento pequeno acontece, de fato o planeta mais ligado a ele estava ativado, provavelmente como regente do dia ou da hora. Há maneiras de saber isso, mas por enquanto estou mais preocupado em dominar a interpretação dos grandes períodos.

Astrologia Medieval pode ser usada em associação a Astrologia Psicológica, todavia, é pelo conhecimento da primeira que ganhamos humildade em perceber que o controle do céu é uma ilusão. Você pode até “usar” sua Vênus de um modo diferente na hora de pintar a casa, mas não pense que pode controlar os eventos que ela representa e aos quais você se submeterá. Vivemos numa sociedade que nos vende constantemente a idéia de que podemos controlar tudo, até nos desesperarmos com as coisas que fogem ao nosso controle.

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: