Astrosphera

Ancient astrological technics uncovered.

novas visões de planetas em mal estado cósmico

Nos últimos anos, os astrólogos que misturam astrologia medieval com a moderna tem revisitado a elaboração de conceitos importantes e mal descritos para a nossa mentalidade contemporânea. Um deles é o conceito do “planeta em detrimento”.

Para quem não sabe, um planeta se encontra em detrimento quando está sete signos a frente do seu domicílio. Se Marte tem como domicílios Áries e Escorpião, seus detrimentos são Libra e Touro, respectivamente.

O maior temor do astrólogo que segue os textos antigos é desconsiderar interpretações consideradas fatalistas mas que acontecem na nossa realidade, pelo esforço eufemista de sempre se buscar uma visão mais positiva, e com isso menos realista da realidade. Seria como se a astrologia perdesse suas garras, seu potencial preditivo de perigos. Longe disso representar um temperamento melancólico do astrólogo, cada vez mais que se perdem técnicas que podem detectar perigo, perde-se também as técnicas quer detectam benesses humanas.

Com os planetas em detrimento, contudo, isso difere um pouco: nos livros tradicionais, existem interpretações bastante interessantes do planeta em detrimento que não o colocam como representante de grandes perigos; antes, eles descrevem situações nas quais o significador do planeta estaria tal qual “um estrangeiro em terra estranha”. Veja esse trecho de Abu Ali Al Khayyatt:

“Se o regente do oitavo signo estiver em detrimento, o nativo morrerá em terra estranha, porém se estiver em seu domicílio, ele morrerá dentro do seu lar.”

A interpretação acima é bem literal. O domicílio é comparado à residência do nativo, e o exílio à terra estrangeira. Não há coisa mais simples, embora esteja se falando de um significador humano, que se encaixa bem nas descrições. E quando estamos falando de fama? Dinheiro? Coisas abstratas? Como elas podem se adequar a esse método de interpretação? O dinheiro em seu domicílio? Exaltado?!

Ibn Ezra diz que devemos procurar as honras do nativo onde se encontrem planetas em exaltação na sua carta. Caso não existam, há outras maneiras de encontrarmos as honras do nativo, que não importam muito agora. O fato é que as coisas representadas pelo planeta fazem o nativo se elevar, ser coroado, aplaudido, etc. Daí concluímos que os planetas em exaltação elevam sempre ao nativo ou aos significadores humanos aos quais eles se referem. É importante frizar que isso seria uma interpretação oriunda de Ibn Ezra, astrólogo judeu.


Tomemos um exemplo interessante, que saiu num newsletter astrológico. Nele vemos que Júpiter se encontra em detrimento, no signo de Virgem. Leia abaixo a interpretação da astróloga sobre o aspecto de quadratura entre Júpiter e Mercúrio:

” A natureza desse padrão sugere que o meu cliente é parte de uma larga instituição ou organização (a casa 12) da qual ele é escritor ou porta-voz, ou na sua escrita ele é um símbolo de um grupo alternativo (Mercúrio-Júpiter, com este em detrimento)”.

Júpiter na casa 4 seria um significador do grupo ao qual o nativo pertence? Como, se ele está na casa da família? Simples. Basta se lembrar de que um planeta representa várias coisas diferentes ao mesmo tempo, e isso não indica que todos os assuntos se relacionem. Quando analisamos a casa 12, vemos que ela é regida por Mercúrio, que se encontra na casa 1. A partir disso, o aspecto que mercúrio recebe de Júpiter determina este também a assuntos regidos pela casa 12 (grupos, instituições). Se quisermos analisar a família do nativo, esse mesmo Júpiter indicará outras coisas, mas não convém citá-las agora.

O parágrafo acima nos serviu apenas para mostrar como a autora chegou à interpretação de Júpiter, mas não consiste no tema principal do artigo. O que queremos saber aqui é o que um planeta em detrimento representa de substancial para o nosso dia-a-dia como astrólogos, profissionais ou não. Como eu disse, um planeta no seu detrimento é como alguém em terra inimiga, sem apoio. Mercúrio em quadratura com Júpiter em Virgem significa o grupo do qual o nativo faz parte. O que seria um grupo em “exílio”? Quais grupos em nossa sociedade não teriam apoio, sendo hostilizados e marginalizados?

O dono do mapa é um escritor militante da causa gay. Isso gera várias perguntas. Uma delas que pode remeter à visão pessimista e preconceituosa da astrologia antiga: será que um planeta em detrimento indica coisas moralmente condenáveis pela maioria de uma sociedade? Nunca disse isso. O que foi especulado neste artigo é a hipótese de que os planetas em detrimento indicam exílio, falta de apoio da maioria. Isso nem sempre é contrário a sociedade, ou imoral. O próprio astrólogo pode interpretar sem fazer juízo de valor. Não é necessário usar a palavra “moral” se há outras expressões mais adequadas como “falta de apoio da maioria”, que posicionam a situação interpretada de um modo distinto.

O movimento GLS tem conseguido abrir vários espaços na mídia e visa a construção do sentimento de tolerância entre homo e heterossexuais. Talvez um dia a tolerância com essa minoria seja tal que os gays não se enquadrarão nas descrições de um planeta em detrimento. Isso é importante ressaltar, porque muitas pessoas correm o risco de submeter um mapa ao julgamento com interpretações cristalizadas. O que é imoral hoje não foi imoral na idade média, mas um astrólogo crê que a imoralidade sempre existirá em maior ou menor grau, seja ela qual for, variando de cultura em cultura, até onde a aplicabilidade da expressão “moral” for permitida. Dessa forma, quando um astrólogo medieval julga uma configuração como representante de imoralidade, aquilo ao qual ele se refere não será a mesma imoralidade da minha sociedade, porém podemos verificar se aquele aforismo é atual percebendo se ele representa imoralidade hoje, adaptada à nossa realidade.

A interpretação do mapa sempre deve se adaptar ao contexto social do indivíduo. Ibz Ezra (mais uma vez ele…) disse que não adianta prever que a cor da pele do nativo será clara se ela nasceu na Etiópia. Parafraseando Ezra, A experiência tem demonstrado que, se o mapa natal indica uma pele clara e o sujeito nasceu etíope, ele será negro com a pele mais clara.

Voltando à questão dos planetas em detrimento, prossigamos com outro exemplo: certa mulher que conheço é brasileira e possui o sol em aquário na casa 11. Sabemos que o sol nesse signo está em detrimento e no caso indica também grupos, pela posição na décima primeira casa. Poderíamos dizer que as pessoas do grupo ao qual ela pertence são solares, ou seja, criativas e autoritárias, mas pelo fato do sol estar em detrimento elas são imorais ou representam pessoas que não são aceitas pela maioria de uma sociedade? Como disse Ezra, devemos adaptar a interpretação ao contexto. Ela não é homossexual, mas a nativa faz parte de um grupo que não é típico da realidade brasileira. Ela é vegetariana e vai a reuniões de um grupo indiano. Com certeza, seu grupo não é o que poderíamos chamar de tupiniquim. Durante nossa conversa, ela relatou que percebe alguma resitência à sua conduta quando freqüenta reuniões sociais, outro assunto da casa 11.


Este último exemplo pode nos ajudar mais ainda a esclarecer a questão dos planetas em detrimento. A nativa tem Júpiter em Virgem na casa nove conjunto a Saturno. O grande benéfico rege o seu ascendente. Isso indica que a nativa de perto se mostra bastante espiritualizada, mas como Júpiter se encontra em detrimento, sua busca espiritual pode não encontrar apoio e reconhecimento pela maioria das pessoas, ou até mesmo chocar. Ela acredita que seres evoluídos visitam a terra em espaçonaves, nos orientando num processo evolutivo coordenado por uma espécie de medium que reside no cerrado brasileiro. Para realizar esse processo, ela regularmente visita a fazenda na qual os ditos seres extraterrestres pousam regularmente. É claro que uma interpretação como esta fortemente nos incita a projetar nossos preconceitos sobre a interpretação, concluindo impulsivamente que o planeta em detrimento representa coisas de qualidade duvidosa ou de virtude corrompida. Já se atribuiu ao lider dessa “religião” a fama de impostor e aproveitador. Nunca saberemos. Ainda que isso seja comprovado, muitos ainda acreditarão nas evidências que estão ao redor dele.

É importante citar que essas interpretações são mais perceptíveis quando convertemos o mapa do zodíaco tropical para o sideral. Como diria Richard Houck, os conceitos de dignidade essencial planetára são melhor percebidos nesse tipo de zodíaco. No exemplo acima, trabalhamos com o zodíaco DeLuce, que tem se mostrado eficiente. Não compete a esse artigo provar qual zodíaco é o mais correto; apenas publico minha metodologia.

7 Comments»

  descolado wrote @

qual é a newsletter, rodolfo ? a da bernadette brady ?

  Gi wrote @

Rodolfo, eu conheço essa fazenda e minha tia esteve por lá. Trabalhei numa Ong religiosa bem pobre onde minha tia era sacerdotisa, ela é casada com o pai de um cantor um pouco famoso, estilo “carioquês”. Na época eles foram a esse “ronca” no cerrado. Não a festa carioca do maurício Valadares e sim ao lugar. Eu nunca fiquei num grupo muito tempo; não me adapto nunca a nada. Isso é um peso, um problema que eu fico carregando, tanto o fato de não conseguir me fixar como o fato de que, uma vez quase lá, já me sinto também pesada. Um planeta numa casa 11 não necessariamente significa o tipo de amigos que a pessoa vai ter, né? “Saturninos, sérios”, por exemplo e nem “instáveis, superficiais”. Isso pode significar problemas e dificuldades com amizades, mas não o tipo dos amigos. O dispositor nesse caso não é uma “causa”, não é mesmo? A Lua (dispositora de um Saturno em Câncer) nesse caso faz uma “falsa abertura”; falsa eu digo porque a Lua é instável. Conheço um caso interessante e veja se você acha minha interpretação equivocada: Júpiter regendo casa 12 e está em detrimento em Gêmeos na 6. Uma procura oculta, o nativo tem vergonha de se mostrar adepto de algum sentimento de religiosidade e isso se perde, se desvia e atrapalha seu cotidiano e pode também significar vícios, porque o dispositor de Júpiter está em queda na 8.

  Rodolfo Veronese wrote @

Gi,Baseando-me somente no Júpiter, sua posição na casa seis indica a liberação de uma condição de trabalho difícil, porém como ele está em detrimento, poderia ser feito de um modo pouco convencional.Se pensarmos em doenças, esse júpiter não vai lá muito bem, por reger a casa 8 e a 12… O nativo pode passar por maus bocados devido a doenças jupiterianas, devido ao excesso de comida e bebida.Eu vejo as casas por palavras simples, concretas, mas que podem representar sentimentos complexos. A casa 8 é morte, mas como só se morre uma vez ela quase sempre significará sentimentos angustiantes. A casa 12 é prisão, inimigos secretos, mas como muita gente não fede nem cheira, a casa 12 é para elas uma frustração, sensação de impotência. E assim sucessivamente, com as outras casas.

  Rodolfo Veronese wrote @

Yu,Na verdade a newsletter se chama “visual astrology” e é escrita por Ginzburg e Brady.

  Gi wrote @

É exatamente isso: impotência, frustração, angústia. Nesse caso específico que eu citei não rege a 8 não e sim a 12 e a 3.

  Gi wrote @

Tem umas coisas que ando percebendo e que agora fazem muito sentido. A casa 2 não acho que seja “salário” como falam por aí; a casa 11 isso sim é “dinheiro ganho com trabalho”. Porque se não fosse, eu estaria “melhor na fita”. heheA casa 5 dizem que é amor também. Não é. Saturno rege essa casa no meu mapa e eu sempre tive sorte com namoros. Casar é que são elas. Com Marte em Peixes ali na 7 não dá. Casa 5 é filhos, expressão, diversão. Sempre fui bem de “amar me divertir”, mas sempre com objetivos, sempre estrategicamente. Quanto aos filhos, melhor nem falar.A casa 7 acho que é sexo e juntamente com a “angústia/morte da 8”. Só pode ser, senão nada faz sentido.

  Mihail wrote @

Ola Rodolfo
No caso do “militante da causa gay” não entendi porque mercúrio na casa12 representa “uma larga instituição ou organização”. Não deveria ser a casa 11?
ABraços
Mihail


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: